segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Quem me dera

Quem me dera, pudesse usar trajes de fadas ou elfos, princesas ou camponesas da era medieval, ou então trajes da época vitoriana, sem que me julgassem ou me tratassem como um ser esquisito!!!
Seria algo tão gracioso e majestoso, por mais que humilde e delicado fosse se seria como de uma camponesa...





Vestidos longos de mangas bufantes e longas esvoaçantes, cabelos ondulados ao vento.
Por mais que isto pareça estranho seria tão belo...
Ser a rainha dos seres místicos, mais em especifico dos unicórnios!!!

 

Poder encontrar meu príncipe, poderia não ser encantado, mas espera-lo na sacada...
Ao descer eu me aproximo, seu jeito carinhoso e cavalheiro, se ajoelha e beija minha mão.


Seus olhos cheios de lágrimas, brilhantes e cristalinos de felicidade.
Queria morar em um chalé numa área botânica, cheia de verde com um ar bem clorofilado onde bem próximo tivesse uma cachoeira.
Na minha sala teria uma lareira, comer fondue no inverno.
Para mim tudo isto me faria sentir especial, por mais que eu seja...
Mas queria alguém que me amasse e me desejasse e acima de tudo me respeitasse.
Que gostaria de constituir uma família comigo e mesmo assim não deixasse morrer  a menina que existe em meus olhos... A menina sonhadora que vive em mim...
A menina que não tem vergonha de assumir que  brinca de boneca, porém tem uma linda boneca acima da estante com roupinha inspirado nos trajes europeus.



Alias se tudo isto fosse na época na qual eu gostaria de viver isto estaria sendo escrito em uma folha amarelada, como de pergaminho, acho que seu nome era papiro, escrito com caneta de pena e nanquim!!!

 



Nenhum comentário:

Postar um comentário