domingo, 13 de abril de 2014

Já chega!!! O que ganham fazendo isto?

Vejo o caso da adolescente de Limeira que foi agredida fisicamente em sala de aula e lembro do meu passado.
Passei várias vezes pelo mesmo.
Na 1ª série eu fui agredida pela professora por ser lerda, mas não era apenas isto, na minha sala havia alunos com deficiência auditiva e a professora forçava que eles entendessem o que ela falava, como eles não entendia, a professora ficava estressada e batia nos alunos com uma régua ou tacava apagador.
Na 5ª série uma aluna bateu minha cabeça na janela, por conta disto mudei de escola, na outra escola os alunos me humilhavam verbalmente e mudei de escola novamente depois de alguns anos, engolindo sapo.
Na 7ª série fiz reclassificação, pois reprovei por faltas, pois tinha vergonha de tantas humilhações!!!
Fiz a reclassificação e passei, fui para a 8ª série e cai na mesma sala das gurias que estudaram comigo na 4ª série.
Fui agredida várias vezes, as alunas pegavam minhas coisas e jogavam pelo muro da escola, tacavam pedras em mim, cortaram meu chinelo, me agrediam fisicamente.
Eu chegava em casa chorando, contava para meus pais e eles iam até a escola, a Diretora e os Professores sempre falavam a mesma coisa; que eu não era santa e que provocava as meninas, mas isto não era verdade, todos os professores sabiam que eu era comportada, costumava sentar na primeira carteira da sala e isto de certa forma os incomodava.
Queria faltar na escola sempre, meus pais não acreditavam em mim e tomavam partido dos professores, que tudo o que fazia era manha e corpo mole, que eu era preguiçosa, enfim... Tudo menos acreditar que estava sendo ameaçada.
Até que um dia chegou no limite, cortaram minha cabeça com estilete e tinha uma coordenadora na sala de aula, aguardando a professora que tinha se retirado; ela viu tudo, mas tomou partido das outras alunas.
Creio que os professores protegem os alunos da baderna, com medo de serem ameaçados; porém muitas vezes alguns professores participavam das humilhações, chacotas, agressões verbais, enfim!!!
Acho que muitos destes, só trabalham pelo dinheiro e não pelo amor, paixão de atuar nesta profissão.
Bom... Precisou que cortassem minha cabeça, para que meus pais acreditassem em mim, já que naquela época o tal "Bullying" não era tão comum, na verdade já existia, porém não tinha este nome.
Mas como a escola ficou do lado da agressora, preferi evitar, parei de estudar, entrei em depressão, nem saia de casa por medo, já que eu estava sendo ameaçada de morte e a garota morava perto de minha casa.
Só que várias vezes fui chamada no conselho tutelar por "Evasão Escolar"!
Até eu atingir os 18 anos e pararem de pegar no meu pé, terminei o ensino fundamental fazendo supletivo a distancia e o Ensino Médio através do Enem!!!
Muitos sabem, ou boa parte sabe, que o motivo de eu ter criado o Blog, foi para que eu me expressasse, mostrar o que eu sentia, o que eu gostava, enfim...
Muitos me colocavam fama e apelido de estranha, por causa do meu comportamento, que naquela época não era comum para pessoas da minha idade!!!
Enfim... Hoje faço faculdade de jornalismo e estou contando parte da minha história para vocês, que sirva como exemplo o meu caso e o da garota e que a gente possa fazer algo para evitar este mal.
Porque bullying esta longe de ser uma simples brincadeira, mas sim um crime!!!
Não somos santas, porém não damos motivos para ser agredidas!
Assim como julgam que as mulheres são abusadas sexualmente, pela forma que se vestem.
Precisamos fazer algo para evitar este mal, a educação precisa de melhorias, precisamos de educadores capacitados, com cursos que oriente eles para evitar que isto aconteça, campanhas com camisetas, apostilas.
Precisa implantar câmeras nas salas de aula.
Precisa ser obrigatório um curso que capacite os educadores em relação a isto, não queremos violência em salas de aula, mas educação de qualidade e com segurança, porque assim, como vamos ter coragem de deixar filhos e futuros filhos em escolas? Não é seguro!
Porque ao invés de gastar horrores com a copa do mundo, não investe na educação?
Posso estar falando asneira, porém estou cansada de ver tanta violência em escolas, este caso é apenas um de muitos que acontecem por ai e não é divulgado!!!
Já chega!!! Eu não aguento mais, eu me coloco no lugar desta garota e de seus pais, pois já passei por isto e deu na mesma, a escola sempre fica do lado do agressor, onde este mundo vai parar?
Estou indignada!!!
Chega de perder tempo com coisas inúteis, vamos fazer algo que preste, vamos melhorar a qualidade de ensino em nosso país.
Estou ansiosa para organizar a primeira reunião da futura OÑG, no qual planejo abri-la desde 2009 e nada...
Preciso fazer algo para ajudar!!! Porém preciso da ajuda de pessoas capacitadas e com poder nas mãos!
Seja um politico, advogado, psicologo... Que é disto que iremos precisar!!!
Para auxiliar na volta destes alunos que sofrem, para as aulas, pois eles ficam frustrados, com medo, perdem o interesse pelos estudos, ficam com doenças psicossomáticas, tais como Depressão, Gastrite, Fobia Social, entre outras!!!
E infelizmente chegam no ato de tentarem suicídio, por não serem aceitas!!!
Digo isto, pois eu também tentei tirar minha própria vida, por conta disto, o que me salvou foi a paixão por escrever e a vontade de ajudar o próximo!!!
Bom! É isto, desabafei e coloquei a boca no trombone, querem me calar, mas não vão conseguir!!!
Tenho os projetos pronto, só preciso colocar em pratica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário