quarta-feira, 1 de julho de 2015

Tal como é o seu valor?


Valores...
Quais são os seus?
Sou filha de pais conservadores.
Ainda não compreendo o porque meus pais ainda me permitem fazer coisas, que meus avós não os permitiram!
Ainda que meus pais não são tão rígidos e severos.
Dou graças a Deus por isso.
Porém aprendi com a vida certas coisas, que meus pais viviam batendo na mesma tecla.
A quatro anos atrás eu era o tipo de garota que ficava as escondidas, observando a vida passar pela janela.
Quando me cansei dessa rotina, parei, pensei...
Ta na hora de sair dessa mentira!
Mas que mentira?
Aquela era minha realidade.
Uma vida tranquila e caseira.
E aquilo me decepcionou...
Pois fiz coisas que me senti ferida por conta de minhas próprias atitudes!
Essas as quais me arrependo.
Porém se eu não tivesse vivenciado, talvez não seria tão forte enrijecida!
Com os tombos e pancadas que levei, cicatrizou feridas, ficaram marcas, hematomas...
Esses que me tornou uma pessoa mais cautelosa e seletiva!
Hoje sei o valor que tenho, não o tal qual superficial que via anos atrás.

"Será que vou ficar sozinha?"
Isso que se passava em minha cabeça, dei a chance para o primeiro que se declarou.
"Pode ser a unica oportunidade que terei na vida!"
Como se eu não merecesse algo melhor!
Mas eu teria outras oportunidades melhores...
Até porque... Eu estava começando a viver!

Mas penso...
Hoje ta tão difícil manter relações duradouras e consistentes!
Não digo apenas de relacionamentos amorosos, mas de amizades, de família.
O Dialogo, a convivência, todos parecem mais frios e parecem não se preocupar com o que se passa!
Nem no mínimo um "Bom Dia!", "Como vai?", "Tudo bem com você?".
Quando isso acontece, pode ter certeza que a pessoa vem com segundas intenções ou interesse em algo.

"Olá, tudo bem com você? - Olha eu estou vendendo um celular, está novinho, gostaria de saber se você esta interessada em compra-lo!?"
"Olá, tudo bem? - Acabei de criar uma página no facebook, você poderia curtir para mim?"

E os longos diálogos e bate-papo no Messenger anos atrás, com a mesma pessoa?
Era incansável!
As risadas, os planos, enfim...
Era gostoso... Isso me da saudades...

Me da saudades de uma época que não pude viver...
Que só o ato de pegar nas mãos era considerado indecente em um namoro.
O Namoro...
Esse que o rapaz fazia serenata, poemas, levava flores, saia para paquerar no "matinê", na pracinha.
Valores...
Esse amor de hoje em dia... Que por R$ 50,00 vale um beijo, um abraço?

Hoje em dia...
Namoro?
Prefiro ficar só na amizade, pois era assim o relacionamento no passado.
Hoje em dia mau se tem dialogo nos relacionamentos, por isso nem duram muito tempo.
Amizade, rir, passear, andar de mãos dadas, tomar sorvete na pracinha, ir ao cinema.
Companheirismo...
Não da pra namorar hoje em dia...
Os homens quando dizem namoro associam com "SEXO".

E se você diz #EUESCOLHIESPERAR a pessoa te da um gelo.

Quanto você vale?
Diamante ou Vidro?

Olhe se no espelho, se ame, se curta...
Espere em Deus!
A luta lá fora no cotidiano será menos árdua!

Então digo... Prefiro uma boa amizade!

Um comentário:

  1. Oi Bebeca!

    Belo texto! Para refletir...
    Já saiu o resultado do sorteio? Procurei aqui , no face...

    Abraços, Iris

    ResponderExcluir