sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Me reencontrei

Nessa solidão eu ouço meu íntimo.
Reencontrei o meu ser, a minha verdade, a minha maneira de ser.
Isolada, nessa solidão. Eu ouço... Eu me calo, me aquieto.
Esse me manso, esse meu manto.
Confortante que me dá vontade de fazer acontecer. E fazer valer a pena a cada instante do meu ser.
Minha alma, meu viver!
Não nasci pra ser qualquer uma, pra imitar, copiar, seguir padrões.
Não nasci pra viver algo estereotipado. Apenas a minha maneira de ser.
Não quero decepcionar aquela sonhadora de ontem!
Que queria ser atriz, escritora, blogueira, empresária, estilista.
Apaixonada por arte, Cultura, literatura, pela magia do amor, do faz de conta. Pelo rosa, pela Barbie.
Essa sou eu!
Obrigada por voltar.
Eu amo você!
Quem não te ama assim, não te merece!
Sou feliz sozinha. Sou feliz com o que sou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário